1o Carro com CINTO DE SEGURANÇA

O primeiro cinto de segurança foi patenteado em 1895, nos Estados Unidos. Sim, o cinto é antigo, mas seu uso se deu somente em 1958. O Corvette, fabricado pela Chevrolet, passou a ser equipado com cintos de segurança do tipo abdominal. E em 1959 chegou o cinto de três pontos — preso à estrutura do veículo, não ao assento — desenvolvido pelo engenheiro sueco Nils Bohlin.

No Brasil, o equipamento se tornou obrigatório em 1994, mas só para ocupantes do banco dianteiro dos automóveis particulares ou de aluguel que circulassem pela cidade de São Paulo. No ano seguinte, outra lei municipal estendeu a obrigatoriedade do uso do cinto aos ocupantes do banco dianteiro dos utilitários, caminhões e veículos da união, estados e municípios, bem como aos motoristas de ônibus.

O uso obrigatório do cinto de segurança gerou polêmica no início, mas aos poucos foi sendo foi incorporado e se transformou em um hábito de motoristas e passageiros brasileiros, garantindo que milhares de vidas fossem salvas, porém, ainda somente no banco da frente. Infelizmente, muitas pessoas ainda não criaram esse hábito ao ocupar o banco traseiro .

Posts Em Destaque